Que bom que você veio ..

Hoje eu vivi um dos momentos mais singelos e lindos da minha vida ..  Sabe aquele frio na barriga de quando encontrávamos o carinha que estávamos a fim ?  Sabe as borboletas no estômago de saber que a pessoa está chegando e ao abrir aquela porta você vai encontra-lo ?   Então, esquece!  Ficou tudo muito, mas muito pequeno perto da emoção que um rapazinho de 1,20 "me causou" hoje.

A escola do Mateus faz muitas aulas expositivas, acolhida na entrada, evento não sei do que .. enfim, por um lado é ótimo e por outro péssim, péssimo, em se tratando de uma mãe que trabalha do outro lado da cidade e cuja logística para estar presente nestes eventos é realmente muito, mas muito difícil. E com isso, eu vivo com o coração apertado !  Adoraria ter disponibilidade de estar la, sempre com ele, levando-o a escola, participando das atividades e curtindo tudo o que sei que ele espera que eu compareça.    Hoje porém, foi uma situação ainda mais atípica, pois estou na semana pré-férias o que faz com que eu tenha que resolver ainda mais coisas lá na empresa antes de me ausentar.  Por conta do dia das mães, eu já estive algumas horas do meu dia na deliciosa atividade com ele no colégio semana passada e hoje era a "aula aberta de movimento" das 13:30 às 14:40h.   Conversei com o Jo logo cedo e ele não poderia ir, o meu dia também não comportaria esta ausência da empresa, então eu sentei com meu pequeno pela manhã na hora do café, com um baita nó na garganta e fui explicar que infelizmente hoje nem a mamãe, nem o papai poderiam ir e que eu gostaria que ele entendesse e não ficasse chateado.  Foi quando ele me respondeu, com o olhar mais meigo do universo e já lacrimejando. "_ Mas mamãe, eu queria taaanto que você fosse !, se você não for, só eu vou ficar sem mãe ?"  ...  Gente, aquilo mesmo que sem intenção, foi mais dolorido que uma bofetada.  Eu contornei como pude, tivemos que sair correndo pra leva-los às escolas e ele foi achando que ninguém poderia acompanhá-lo.   Liguei pro meu pai e perguntei se ele faria a função e justamente hoje ele não poderia..   Eu passei a manhã com um nó na garganta como se algo ruim estivesse  para acontecer e acho que de fato (salvo o exagero) decepcionar o meu filho seria algo ruim, ainda mais depois de um pedido tão sincero e inocente.

Quando deu 13:00h eu pensei .. Eu vou !  mas foi uma decisão cheia de amor e coragem, por mais simples que possa parecer, pois realmente não era o momento de eu largar o barco e sair correndo .. mas assim fiz!  E aí começou o trajeto mais corrido e engraçado da semana, pois parecia coisa de filme, tuuuudo de esquisito aconteceu.  Eu parei no drive-thru do Mac Donalds para comprar algo pra ir comendo enquanto dirigia, paguei pelo sanduiche e bem na hora que era pra me servirem enguiçou sabe Deus o que e esta parada no Mac demorou mais que o normal.. Inquietação, arrependimento, pois nem que eu quisesse abandonar o pedido eu poderia, havia um carro na minha frente e outro atrás e eu trancafiada naquele corredorzinho de veículos.     Depois de um delay bem grande e após eu acompanhar tudo o que as mães que já estavam na escola diziam no grupo de mães do whats, eu saí cantando pneus, pois agora eu teria apenas vinte minutos pra chegar do outro lado da cidade.. Foi quando peguei um caminho que teoricamente seria um atalho e estava tuuuudo parado .. Não, não, nããããão !  Que azar !!   Peguei uma outra ruazinha estreita, dei uma volta gigante, mas saí do congestionamento e continuei dirigindo, lendo a cada semáforo o que as mães escreviam no grupo do whats  e lembrando de quem me esperava .. 
Será que daria tempo ?   Será que ele ficaria feliz,  ou, como qualquer criança, nem estaria mais lembrando ?!?    E eu ali, prestes a fazer uma besteira pelo transito de tanto que corria ... Bom, foco..  Eu tinha que chegar ! 
Quando eu vou me aproximando da escola, vejo já do alto da rua aquela fila interminável de carros para entrar.     Pra completar tudo,  justo hoje tinha uma bendita Ana do Frozen na calçada falando com os carros da fila, divulgando uma peça de teatro que terá no final de semana e eu ali, nervosa como se fosse encontrar o amor da minha vida .. e não é que de fato ele É o AMOR DA MINHA VIDA ?   Pois bem, depois de mais uns bons minutos parada esperando todas as menininhas dos carros da minha frente pegarem nas mãos da Ana que ia passando de carro em carro eu finalmente entrei na escola e com a maior dificuldade do universo  e   contando já os quase dez minutos de atraso, eu achei uma bendita vaga.     Foi quando eu corri, corri acho que como quem aposta uma corrida pelo corredores compridos da escola, até que eu visualizei uma fila de mães subindo de mãos dadas com os seus filhos para a sala de judô.      Tirando todos os exageros de coração de uma mãe apaixonada e atrasada, parecia que eu estava chegando ao final de uma maratona, pois eu estava descabelada, suada e a cada mãe conhecida por quem eu passava, eu ouvia um cumprimento exclamado e eu só respondia .. "Tá tudo bem, depois falamos, preciso achar o Mateus" ... quando já do meio da fila pra frente eu o visualizo...  lá em cima de mãos dadas com a professora...   eu esqueci de tudo, da etiqueta  e  do não se exaltar em público !  e por alegria de chegar antes da atividade começar e também pelo ímpeto da situação toda, eu gritei ...    MATEUS !
Ele virou pra trás   (assim como todas as demais mães da fila) e veio  correeeeendo de bracinhos abertos gritando MAMÃÃÃÃÃE !!!   Pulou no meu colo, me abraçou apertado, com o olharzinho de gratidão e soltou ..  "_ Que bom que você veio!".  

Agora a tarde eu recebi três whats de mães dizendo terem se emocionado  com a minha chegada e com o jeito como ele me recebeu.   E eu, estou super emocionada até agora.  O que em outra circunstância pareceria uma bobeira, hoje foi um capítulo de fim de novela..

A aula foi uma delícia, eu sentia a gratidão no jeitinho dele que me abraçou e beijou o tempo todo até a hora de eu voltar ! E agora,  eu não vejo a hora de chegar minhas férias semana que vem para ficarmos, novamente,  beeeem grudadinhos ! 

3 comentários :

  1. Nooossa! Me emocionei tanto lendo isso! Parecia coisa de filme você enfrentando o mundo, escalando montanhas, rios mares pra chegar a tempo e como todo final feliz tu chegaste nas hora exata!!!
    Esses momentos são únicos, eternos não e mesmo? E maravilhoso mesmo aproveitar cada milésimo de segundo já que a cada dia que passa ele vai subindo a escadinha e logo num piscar de olhos será adulto...
    Eu confesso que chorei no momento que você chegou e gritou o nome dele e ele correu para os teus braços, esse e o sonho e a brincadeira de todo filho, correr para os braços da mãe, vê-la ali como espectadora de cada conquista, e o melhor prêmio que eles podem ter! Parabéns por ter deixado teu trabalho e ir ao encontro do seu pequeno, o trabalho você compensa mas esses momentos não voltam!
    Obrigada por me fazer chover os olhos nesta tarde de domingo. Bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, obeigada pelo comentario !! Pois é, nós mães vivemos o mais louco e delicioso "estica e puxa" de tempo em prol dos nossos filhos e de fato, nao tem coisa melhor do que optarmos por eles. Um beijo bem grande pra vc

      Excluir
  2. Admiro a maneira como você se desdobra em mil para dar conta de td que faz. Super executiva, fotografa, mãe de dois e ainda dedicada em artesanatos. E agora admiro também a sua capacidade de narrar situações com tanto detalhe e amor. Parabéns ! Seu filho com certeza é realizado por ter a mãe que tem.

    ResponderExcluir

Deixe-me saber o que você achou deste post. Comente !

Posts Recentes

Últimos Comentários

Não perco por Nada!

CAIXINHA DA MAMÃE - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2013
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL