Que bom que você veio ..

Hoje eu vivi um dos momentos mais singelos e lindos da minha vida ..  Sabe aquele frio na barriga de quando encontrávamos o carinha que estávamos a fim ?  Sabe as borboletas no estômago de saber que a pessoa está chegando e ao abrir aquela porta você vai encontra-lo ?   Então, esquece!  Ficou tudo muito, mas muito pequeno perto da emoção que um rapazinho de 1,20 "me causou" hoje.

A escola do Mateus faz muitas aulas expositivas, acolhida na entrada, evento não sei do que .. enfim, por um lado é ótimo e por outro péssim, péssimo, em se tratando de uma mãe que trabalha do outro lado da cidade e cuja logística para estar presente nestes eventos é realmente muito, mas muito difícil. E com isso, eu vivo com o coração apertado !  Adoraria ter disponibilidade de estar la, sempre com ele, levando-o a escola, participando das atividades e curtindo tudo o que sei que ele espera que eu compareça.    Hoje porém, foi uma situação ainda mais atípica, pois estou na semana pré-férias o que faz com que eu tenha que resolver ainda mais coisas lá na empresa antes de me ausentar.  Por conta do dia das mães, eu já estive algumas horas do meu dia na deliciosa atividade com ele no colégio semana passada e hoje era a "aula aberta de movimento" das 13:30 às 14:40h.   Conversei com o Jo logo cedo e ele não poderia ir, o meu dia também não comportaria esta ausência da empresa, então eu sentei com meu pequeno pela manhã na hora do café, com um baita nó na garganta e fui explicar que infelizmente hoje nem a mamãe, nem o papai poderiam ir e que eu gostaria que ele entendesse e não ficasse chateado.  Foi quando ele me respondeu, com o olhar mais meigo do universo e já lacrimejando. "_ Mas mamãe, eu queria taaanto que você fosse !, se você não for, só eu vou ficar sem mãe ?"  ...  Gente, aquilo mesmo que sem intenção, foi mais dolorido que uma bofetada.  Eu contornei como pude, tivemos que sair correndo pra leva-los às escolas e ele foi achando que ninguém poderia acompanhá-lo.   Liguei pro meu pai e perguntei se ele faria a função e justamente hoje ele não poderia..   Eu passei a manhã com um nó na garganta como se algo ruim estivesse  para acontecer e acho que de fato (salvo o exagero) decepcionar o meu filho seria algo ruim, ainda mais depois de um pedido tão sincero e inocente.

Quando deu 13:00h eu pensei .. Eu vou !  mas foi uma decisão cheia de amor e coragem, por mais simples que possa parecer, pois realmente não era o momento de eu largar o barco e sair correndo .. mas assim fiz!  E aí começou o trajeto mais corrido e engraçado da semana, pois parecia coisa de filme, tuuuudo de esquisito aconteceu.  Eu parei no drive-thru do Mac Donalds para comprar algo pra ir comendo enquanto dirigia, paguei pelo sanduiche e bem na hora que era pra me servirem enguiçou sabe Deus o que e esta parada no Mac demorou mais que o normal.. Inquietação, arrependimento, pois nem que eu quisesse abandonar o pedido eu poderia, havia um carro na minha frente e outro atrás e eu trancafiada naquele corredorzinho de veículos.     Depois de um delay bem grande e após eu acompanhar tudo o que as mães que já estavam na escola diziam no grupo de mães do whats, eu saí cantando pneus, pois agora eu teria apenas vinte minutos pra chegar do outro lado da cidade.. Foi quando peguei um caminho que teoricamente seria um atalho e estava tuuuudo parado .. Não, não, nããããão !  Que azar !!   Peguei uma outra ruazinha estreita, dei uma volta gigante, mas saí do congestionamento e continuei dirigindo, lendo a cada semáforo o que as mães escreviam no grupo do whats  e lembrando de quem me esperava .. 
Será que daria tempo ?   Será que ele ficaria feliz,  ou, como qualquer criança, nem estaria mais lembrando ?!?    E eu ali, prestes a fazer uma besteira pelo transito de tanto que corria ... Bom, foco..  Eu tinha que chegar ! 
Quando eu vou me aproximando da escola, vejo já do alto da rua aquela fila interminável de carros para entrar.     Pra completar tudo,  justo hoje tinha uma bendita Ana do Frozen na calçada falando com os carros da fila, divulgando uma peça de teatro que terá no final de semana e eu ali, nervosa como se fosse encontrar o amor da minha vida .. e não é que de fato ele É o AMOR DA MINHA VIDA ?   Pois bem, depois de mais uns bons minutos parada esperando todas as menininhas dos carros da minha frente pegarem nas mãos da Ana que ia passando de carro em carro eu finalmente entrei na escola e com a maior dificuldade do universo  e   contando já os quase dez minutos de atraso, eu achei uma bendita vaga.     Foi quando eu corri, corri acho que como quem aposta uma corrida pelo corredores compridos da escola, até que eu visualizei uma fila de mães subindo de mãos dadas com os seus filhos para a sala de judô.      Tirando todos os exageros de coração de uma mãe apaixonada e atrasada, parecia que eu estava chegando ao final de uma maratona, pois eu estava descabelada, suada e a cada mãe conhecida por quem eu passava, eu ouvia um cumprimento exclamado e eu só respondia .. "Tá tudo bem, depois falamos, preciso achar o Mateus" ... quando já do meio da fila pra frente eu o visualizo...  lá em cima de mãos dadas com a professora...   eu esqueci de tudo, da etiqueta  e  do não se exaltar em público !  e por alegria de chegar antes da atividade começar e também pelo ímpeto da situação toda, eu gritei ...    MATEUS !
Ele virou pra trás   (assim como todas as demais mães da fila) e veio  correeeeendo de bracinhos abertos gritando MAMÃÃÃÃÃE !!!   Pulou no meu colo, me abraçou apertado, com o olharzinho de gratidão e soltou ..  "_ Que bom que você veio!".  

Agora a tarde eu recebi três whats de mães dizendo terem se emocionado  com a minha chegada e com o jeito como ele me recebeu.   E eu, estou super emocionada até agora.  O que em outra circunstância pareceria uma bobeira, hoje foi um capítulo de fim de novela..

A aula foi uma delícia, eu sentia a gratidão no jeitinho dele que me abraçou e beijou o tempo todo até a hora de eu voltar ! E agora,  eu não vejo a hora de chegar minhas férias semana que vem para ficarmos, novamente,  beeeem grudadinhos ! 

Os filhos chegam, as amizades se vão.. Mas voltam !

 
Neste dia das mães, entre inúmeras coisas lindas que ouvi e li, uma querida amiga de longas datas  escreveu algo que me marcou de forma especial; Entre os inúmeros elogios que ela tecia à sua filha newborn (a Duda tem 1 mês apenas)e à mim, agora  como a fotógrafa da bebê, ela disse que a menina veio para lhe dar um "pacote de presentes" e que entre eles, ela trouxe a minha amizade de volta !!  Legal e lindo, né ?  Aí, você deve estar imaginando que nós teríamos brigado no passado ou coisas do gênero, para ela mencionar "amizade de volta" .. Não !  não é nada disso.. é que um casal que não tem filhos mora em um continente e aquele que tem, mora em outro e assim, nós estávamos há quase 6 anos em continentes muito distintos.    Uso esta metáfora para explicar quão grande é a diferença dos estilos de vida após a chegada do(s) filhos(s) e neste caso do meu exemplo, é como se ela tivesse agora, há alguns meses, se mudado para o meu mundo.
 
Para tecer mais sobre este tema, temos que voltar um pouquinho no tempo e falar sobre como eram as nossas vidas, quando morávamos no continente dos casais ..
 
Um casal, casado ou não, e que não tem filhos tem mais tempo, disponibilidade para aceitar rápidas mudanças, pode topar qualquer compromisso e mesmo que ele surja de ultima hora, pode viajar com uma pequena mochila nas costas, não tem que trocar fraldas de ninguém, cuidar do horário de sono de ninguém e qualquer sanduíche ou petisco com cerveja pode substituir um jantar.  Além disso, a disposição de um casal sem filhos é, de modo geral, bem maior do que aqueles que já entraram pro "status família" pois salvas exceções, eles dormem mais, cuidam mais de si e não estão preocupados com um outro ser em tempo integral.   Com isso, suas amizades que vivem o mesmo status, podem facilmente se unir a eles quer seja em casa, no barzinho ou naquelas deliciosas viagens marcadas de ultima hora com partida sexta à noite após o expediente para um final de semana divertido na praia.
A vida das pessoas que não tem filhos não requer muita programação e os compromissos, não tem motivo nem hora exata para acabar e aí mora a grande diferença da coisa.
 
Quando um belo dia, este casal se muda para o continente das família, tudo fica muito, mas muito distante daquela vida de antes.  Então este novo continente seria chato e quase sufocante ? Não, muito pelo contrário!  é deliciooooso, mas é indiscutivelmente, diferente !     A vida agora tem horários, do bebê, vale pontuar !  E o casal terá de esquecer os seus horários, pelo menos por um tempo. 
O porta malas do carro precisa ser espaçoso, pois a pequena mochila com biquíni e chinelinho do final de semana, ganha carrinho de bebê, cercadinho, mala com um monte de roupinhas e utensílios, a comida dele deverá ser previamente pensada, pois ele não vai comer qualquer coisa como o casal facilmente faria em outras primaveras e com isso, se um amigo lá do seu continente antigo liga te chamando de última hora, muito provavelmente você não vai conseguir aceitar, pois o seu tempo de preparo para qualquer compromisso agora mudou !  Mas e quando não se trata de viagem ? Aí não tem que preparar um arsenal de coisas, mas sim, ir ali no barzinho da esquina, coisa rápida e fácil..   Puro engano !  Para que seja possível ir neste barzinho aparentemente despretensioso e que já foi palco de tantos papos leves e agradáveis entre você e seus amigos, será necessário arranjar alguém para ficar com o bebê e aí começa outra odisseia .. De última hora, é provável que os avós e padrinhos também já tenham compromisso e muito provavelmente você se resuma em agradecer e declinar do programa.
 
E assim, programa a programa, febre a febre da criança, viagem a viagem, seus amigos vão compreendendo o quão difícil é agora contar com este casal .. ops, com esta família e aos poucos, os convites vão diminuindo e a amizade se resume aos aniversários, quando  uma vez ao ano, é uma delícia se encontrar, bater papo e dar boas risadas como nos velhos tempos.
 
Com o passar dos anos, a tendência é que a família vá se organizando. Aquele bebê com cólicas vai se tornando uma criancinha cada vez mais engraçadinha, que come de tudo, que não usa mais fraldas e que pode facilmente, acompanhar os pais nos churrascos de seus amigos.  Os amigos, por sua vez, também estão vindo aos poucos pro continente família à  medida que seus filhos vão chegando  e assim, com seus horários  e agora hábitos também restritos, torna-se mais fácil compreender o estilo de vida da família alheia, pois os programas agora tem um coisa em comum.. precisam se encaixar no ritmo dos filhos e quando você menos espera, os barzinhos viraram restaurantes com espaço kids, os churrascos badalados, viraram parques, ou ainda que churrascos mesmo, mas na televisão agora não passa mais aquele DVD que a galera curte, mas a Galinha Pintadinha, que é pra entreter a criançada e por fim o papo.. quando você se dá conta, da amiga patricinha à workaholic, todas, sem exceção, estão falando de...   Filhos !
 
Portanto eu te digo ...  As amizades vão (umas nem tão longe, elas ficam ali do ladinho como a minha e a da minha querida amiga Izabelle) de quem eu até fui madrinha de casamento.. Mas se esta amizade for realmente verdadeira .. Ela volta !!

Qual é a idade ideal para se tornar mãe ?

A Cecília está bem doentinha há uma semana, já trocamos a medicação, já levamos em especialista e  agora é cuidar, com ainda mais amor, superar as noites em claro e esperar com fé que o tratamento faça efeito ..    E a vivência desta última semana me fez refletir..  Eu acho que sou uma mãe velha !  Se eu tivesse meus vinte aninhos talvez eu aguentasse mais..  São tantas noites sem dormir, as de recém nascida, as de cólica, agora as de bronquiolite e sei que ainda virão muitas outras e por inúmeros motivos .. mas e eu ?  será que eu vou dar conta, se hoje que eu tenho 37 já ando tão cansada ???
À partir desta minha reflexão inicial, fui pensando sobre tudo o que "precisamos ter" para nos tornarmos mães e depois de muitas lembranças desde a chegada do Mateus, quando eu tinha 31  e agora com Ceci há um ano na minha vida, eu pude notar que eu não sou uma mãe velha, mas sim, eu sou a mãe ideal na idade ideal que os meus filhos precisavam ter !
Pude concluir que filho vem, e é somente com a sua chegada que nós aprendemos o que é ser mãe !  Não há curso e não existe literatura, por mais didáticos e completos que sejam, que serão capazes de nos preparar para a prática, pois a maternidade precisa ser vivida para ser aprendida e compreendida, independente da idade.
Também entendi que se vier " no susto" a gente dá conta .. Mas hoje eu também sei que um filho desejado aos 20 ou aos 40 anos, nos dá meio caminho andado na caminhada da maternidade.    Eu digo isso porque hoje compreendo por mim, pela minha querida prima/comadre e por algumas amigas, o que é a "força do querer" quando uma mulher deseja um filho.   Independente da idade, uma mulher que transborda amor já tem no amor, boa parte da sua formação, não precisará de mestres experientes e leituras aprofundadas, mas sim, do seu próprio amor para se sair bem na deliciosa empreitada que a espera.  
E hoje eu compreendo, que a idade ideal para ser mãe é aquela em que você curte a gravidez  ou  chora na gravidez .. é quando você tem um ótimo pós parto  ou  também quando dá depressão pós parto..  a melhor idade é aquela em que você chora junto com o bebê que sente cólicas, é também quando você amamenta grunhindo de dor nos seios, bem como, o momento em que tem que deixar o filho na escolinha para ir trabalhar, quando a criança fica doente e não te deixa dormir e você pensa .. não vou aguentar e por incrível que pareça, é aí que você tem ainda mais forças. 
E por que é que eu concluí isso ?   Porque independente da idade, condição econômica / social, profissão ou religião o que uma mãe sente por um filho é a mesma coisa em qualquer idade..
Uma mãe jovem ou aquela nem tão mocinha assim, tem os mesmos anseios e  as mesmas alegrias, inseguranças e até frustrações. 
Portanto, para minha alegria e ainda mais força para seguir em frente, eu te digo que não é a idade que prepara uma mãe, mas a chegada do filho, onde juntos os dois aprenderão a construir esta linda relação, pautados unicamente na cartilha do amor !!!

Vestido para festa de um ano

Quando a Ceci nasceu a vovó Neide deu um vestido que mais parece um doce, todo branco, delicado e clássico e já para usar no níver de um ano.  Porém, de um tempo pra cá, conversando com mamães de meninas, o comentário é que o ideal é ter dois vestidos para a festa, pois a criança quer engatinhar ou andar, o que suja o vestido, derramam leite..  Enfim, para garantir que a aniversariante realmente esteja uma princesa a festa toda, o indicado é ter dois modelitos.  
Eu, como a mãe babona de carteirinha que sou, comecei a sonhar com o que seria o segundo traje da minha princesa, a roupa que ela usará do parabéns em diante.

Pesquisando sobre o assunto, encontrei umas marcas muito legais que tem vestidos divinos e portanto, compartilho aqui com quem também estiver nesta deliciosa fase do "pré-festa" de um ano.
 
Este é da Tendinha / RJ 
 
Para quem quer  o privilégio da exclusividade, dê uma espiadinha na bossa dos vestidos pra lá de delicados e riquíssimos em detalhes da Miúdas
 
  
 
 Olha a riqueza de detalhes  da Miúdas
 
Aqui o modelinho fofo de shantung com casinha de abelha da Dtonetti
 
Pras mais descoladas, um modelo  clean e confortável com malha e seda (não sei de onde é)
 
Para quem gosta de algo extremamente clássico, mas no estilo renascença, vale a pena conferir os vestidos do Atelie de Arte by Zeuda Rebouças http://www.elo7.com.br/190df5
 
 
 

 
E aqui o luxo  das criações da estilista  Fabiana Petroni que tem feito a cabeça das paulistanas
 
  
 
Observações importantes :
  • Se comprado com antecedência, preste bem atenção no tamanho, pois como elas crescem rápido, você não quer correr o risco de não servir no dia, quer ?
  • Mesmo os vestidos mais chiques e ricos em detalhes precisam ser confortáveis, afinal, ele será usado por uma criança que praticamente ainda é um bebê, então preste atenção nas costuras se tem forro ou proteção, bem como, veja se as etiquetas não irritam  a pele da criança;
  • Por mais que tenha gente que diga que não tem problema, na minha opinião, combinar a cor e/ou estampa da roupa com a decoração da festa é  deselegante;
  • Tenho visto daminhas com meinhas soquetes de babadinho no lugar da meia-calça e de fato fica um mimo.  Teste antes com meia curtinha, veja se você gosta !
  • Mesmo para quem vai usar mais de uma roupa, o ideal é levar peças confortáveis pro final da festa, pode ser uma roupa gostosa em malha ou até mesmo o pijaminha da criança, pois a probabilidade dela brincar até dormir é quase uma certeza.

Colonia de Férias

Todo ano é a mesma coisa, chegam as férias e eu entro em estado  "pilha de nervos" por causa da logística que agora é com dois.   Enquanto algumas mães dão graças a Deus que as aulas começam porque estão cansadas de ficar com as crianças em casa, eu fico muito triste por não poder estar em com eles e precisar "enfurná-los" em colônias.  Acho que à partir do ano que vem tirarei 30 dias em janeiro para poder ficar com meus pimpolhos.

Até 2013 o Mateus tinha colônia garantida na escola e agora a Cecília também tem, mas desde que ele foi para o Santa Maria eu tenho que me virar como posso, pois no Marista não existe colônia e as aulas só iniciarão em 10/02/15. 
Foi quando iniciei as buscas por um local que "aceitasse o meu príncipe" .. tadinho !  Vi a Casa Labitinto fui ver a colônia do Country Club mas só tem à tarde e de terça a sexta, falei com diversas escolas, até que a mãe de um menininho que estuda com o Mateus no Santa disse que a escola Aurora é muito boa e que eles aceitam crianças de outros colégios também.    Conversando com minha sogra a respeito, ela mencionou que conhece várias pessoas da família da dona da escola..   Enfim, resolvi apostar e confesso que um pouco receosa (coisa de mãe) por não conhecer o local e já desde o primeiro dia, ter que deixa-lo das 08:00 às 17:00..   Mas tamanha está sendo a nossa satisfação que resolvi fazer este post para ajudar as mamães de Curitiba que eventualmente precisem deste serviço.

O nome da escola é Aurora http://www.ceiaurora.com.br  e a proprietária super atenciosa é a Zuleica Malucelli, que hoje carinhosamente enviou um e-mail com as fotos do Mateus simplesmente se esbaldando de brincar nos dias em que está "feriando" por lá.

A Zuleica e sua equipe, o meu obrigada !
E aqui, o Mateus e um pouquinho da colônia da Aurora. :-)


 

 



 

Feliz 2015 !!

Sei que hoje já é dia 22, mas ainda estamos em janeiro, então mesmo que tardio.. Feliz Ano Novo !!

Espero que este seja um ano para fortalecermos nossos vínculos com nossos pequenos ! ..  Que tenhamos mais tempo para eles, que façamos mais bolo juntos, que vejamos mais desenho de baixo das cobertas comendo pipocas no inverno, que façamos muito mais cócegas, pinturas com guache e escultura de massinhas, que possamos encontrar formas nas nuvens e que contar estrelas seja mesmo uma tarefa sem fim, que possamos rir ainda mais com suas pérolas e gracinhas, dar beijos, abraços de urso e amá-los ainda mais e incondicionalmente ! 
Enfim, desejo para mim e para todas que vivem esta deliciosa jornada  da maternidade, que 2015 seja um ano de ainda mais felicidades e amor em família !!

E para abrilhantar o primeiro post do ano .. Elas, as crianças !!
Aqui o Mateus e sua turma de amigos "a Galera Esperta" do Santa Maria.

  
 
 
 
 
 

100.000 Visitas no Blog


Fiquei tão feliz quando vi que, mesmo escrevendo esporadicamente (que pena que não dá para ser com maior frequência) e também sem divulgar o blog, cheguei na casa das CEM MIL visualizações.

Isso serve para me mostrar três coisas :

1. Falar de maternidade é legal e as pessoas curtem
2. A minha ideia de "fazer terapia online" deu certo  (risos)
3. Minha loucura não é tão insana assim.. 

Mas sobretudo..

Com base nos comentários, nas pessoas que me procuram  por e-mail e também por aquelas que eu nem imaginava que me seguiam e lá um belo dia me dizem que lêem o blog, eu posso garantir que não estou sozinha nesta jornada !   Terei sempre com quem contar, mães e "pães" que vivem as mesmas dores e delícias, que tem os mesmos anseios, que partilham dos mesmos sonhos da maternidade.

Por estas e outras, o meu sincero MUITO OBRIGADA !  .. e vamos que vamos rumo aos 200.000 :-)

Beijos carinhosos
Gláu

Dez coisas que sua mãe não te contou

Tão lindo, tão perfeito e parece "tão eu"  ..  aliás, "tão nós" pois acredito que em algum momento qualquer mãe que ler este texto vai se identificar, que eu fui obrigada a compartilhar !!

Por: Natasha Craig

Grávida.
Lá estavam elas, claras como a luz do dia: as duas linhas azuis do teste de gravidez que eu tinha acabado de comprar, me encarando.
Chequei de novo...
Uma linha = não está grávida.
Duas linhas = grávida.
Sim, estava definitivamente grávida.
Meu coração palpitava.
Minha cabeça girava.
Meu estômago revirava.
Estava nervosa, empolgada, com medo, em êxtase, tudo ao mesmo tempo.
Estava realmente acontecendo! Depois de anos sonhando, me preparando e esperando este dia, ele finalmente tinha chegado. Eu seria mãe.
Mas não sabia que, em nove curtos meses, começaria a mais exaustiva, transformadora, angustiante, mas indescritivelmente recompensadora jornada da minha vida.
Em nove meses, saberia o preço da maternidade, em primeira mão. Entenderia exatamente o que significa ser mãe. Teria toda uma nova compreensão e gratidão pela linda mulher que chamo de Mãe.
Aprenderia coisas que mães vivenciam e das quais seus filhos sabem muito pouco.
Eis aqui 10 coisas que sua mãe nunca te contou.

1. Você a fez chorar... muito. Ela chorou quando descobriu que estava grávida. Ela chorou quando te deu à luz. Ela chorou quando te segurou pela primeira vez. Ela chorou de felicidade. Ela chorou de medo. Ela chorou de preocupação. Ela chorou porque se preocupa profundamente com você. Ela sentiu suas dores e suas alegrias e ela as compartilhou com você, mesmo que você não tenha percebido.
2. Ela queria aquele último pedaço de bolo. Mas, quando te viu com aqueles olhões, lambendo a boca, não tinha como comê-lo. Ela sabia que ficaria muito mais feliz vendo a sua barriguinha cheia, em vez da dela.
3. Doeu. Doeu quando você puxou o cabelo dela; doeu quando você a agarrou com aquelas unhas afiadas, impossíveis de cortar; doeu quando você mordeu o peito dela enquanto mamava. Você machucou as costelas dela quando chutava ainda dentro da barriga; esticou a barriga dela por nove meses; fez o corpo dela se contrair de dor quando veio ao mundo.
4. Ela sempre teve medo. Do momento em que você foi concebido, ela fez tudo para te proteger. Ela virou sua mamãe-urso. Ela é aquela mulher que queria dizer não quando a menininha da rua pedia para te segurar e que fez careta quando você estava nos braços dela. Na cabeça dela, ninguém seria capaz de te dar tanta segurança. O coração dela bateu mais rápido quando você deu seus primeiros passos. Ela ficou acordada até mais tarde para ter certeza de que você tinha chegado em casa são e salvo, e acordou cedo para te levar para a escola. Ela estava por perto a cada topada ou tropeção; estava pronta pra te abraçar quando você acordava com pesadelos ou febre. Ela estava lá pra garantir que você estaria OK.
5. Ela sabe que não é perfeita. Ela é a maior crítica dela mesma. Sabe de todas as deficiências que tem e às vezes se odeia por causa delas. Mas é ainda mais dura consigo mesma quando se trata de você. Ela queria ser a mãe perfeita - mas, como é humana, cometeu erros. Ela provavelmente ainda está tentando se perdoar. Mais que tudo, ela gostaria de voltar no tempo e fazer as coisas de outro jeito, mas isso é impossível, então seja gentil e saiba que ela fez todo o possível.
6. Ela te observou dormindo. Às vezes ela ficava acordada até as 3h, rezando para você finalmente pegar no sono. Ela mal conseguia ficar de olhos abertos enquanto cantava para você, implorando: "Por favor, por favor pegue no sono". E aí, quando você finalmente dormia, ela te colocava no berço e todo o cansaço desaparecia por um segundo. Ela ficava ali, olhando sua cara angelical e perfeita, sentindo mais amor do que achasse ser possível, apesar dos braços cansados e dos olhos doloridos.
7. Ela te carregou por muito mais que nove meses. Você precisava. Então ela te carregou. Ela aprendeu a te segurar enquanto fazia limpeza, enquanto comia, até mesmo enquanto dormia: não tinha outra alternativa. Os braços estavam cansados, as costas doíam, mas ela te segurava pra ter você bem perto. Ela te agarrou, te amou. Você se sentia seguro nos braços dela; sabia que era amado nos braços dela. Por isso ela te segurou o quanto fosse necessário.
8. Seu choro cortava o coração dela. Não havia som mais triste que seu choro, imagem mais horrível que lágrimas escorrendo do seu rosto perfeito. Ela fez tudo o que era possível para que você não chorasse e, quando não podia impedir suas lágrimas, o coração dela se partia em um milhão de pedacinhos.
9. Ela te colocou em primeiro lugar. Ela ficou sem comer, sem tomar banho e sem dormir. Ela sempre colocou suas necessidades na frente das dela. Ela passava o dia inteiro cuidando de você e, no fim do dia, não sobrava energia para ela mesma. Mas, no dia seguinte, ela acordava e fazia tudo de novo.
10. Ela faria tudo de novo. Ser mãe é um dos trabalhos mais difíceis do mundo, um trabalho que às vezes te leva ao limite. Você chora, você sofre, você tenta, você erra, você trabalha e você aprende. Mas você também sente mais alegria do que achava ser possível e mais amor do que seu coração comporta. Apesar de tudo o que sua mãe passou por sua causa, ela faria tudo de novo, porque você vale a pena. Então, da próxima vez que a vir, diga obrigado. Diga que a ama. Nunca vai ser demais.

Festa de 1 ano da Ceci - post de atualizações


Nossa, como passa o tempo .. O post de introdução que eu fiz para falar da festa da Ceci foi há quatro meses.    Hoje a Cecília está com quase oito meses, linda, sorridente, grandona e como nos aproximamos cada vez mais do grande dia, eu também já tenho  avanços da organização da festa para compartilhar.

Local : Defini o Country Club mesmo ! Lá é bonito, grande, tem gramado para as crianças, a estrutura da cozinha com louças e aparato de apoio é excelente, além de ser muito aconchegante.

Data : 11/04/15 às 16:00h (desta vez será coquetel ou café colonial)...  pois é, a comida eu ainda não defini.

Party Designer - Vai ser a Queiroz de Macedo e eu né, claaaaro ! kkkk       A Queiroz de Macedo é especializada em festas elegantes e de extremo bom gosto, fizemos uma reunião de briefing onde eu informei tudo o que espero deste dia e eles me passaram muita confiança.  O mais legal é que eles me permitem "me meter" na festa kkk de forma que as coisas que eu estou preparando e os detalhes que quero inserir na decoração serão todos incorporados ao cenário, pois eles aceitam.  Para quem quiser o contato, www.queirozdemacedo.com.br

Convites - Este é um capítulo à parte, pois eu tinha idealizado um convite e encontrei muita coisa similar ao que eu queria, mas não exatamente do jeitinho que sonhei. Eu quero um convite grande, porém clean, cujo envelope seja encorpado em papel nobre, o texto já tenho idealizado e a cereja do bolo será uma cinta com detalhes que remetam à festa.     Então saí "à caça" deste convite idealizado, mas quando eu gostava do envelope o interior não me agradava, quando curtia os dois, a cinta era sem graça .. o que eu fiz ?   Comecei eu mesma a prepara-lo!    Encomendei o envelope em uma empresa de SP  www.envelopesepapeis.com.br pois eles tinham exatamente como eu queria, sem dobras e colagens, mas sim um envelope de casamento.  O interior eu mesma fiz no corel e encaminhei para uma gráfica imprimir para mim em papel 240gr fosco e agora começarei a produção das cintas.  Depois posto foto.

Musica ao Vivo - Definido o Jared mesmo !  Ele é ótimo, já estou acostumada, assim não tem erro.

Chapeuzinho vintage customizado - É a coisa mais fofa que dá um trabalhinho considerável, mas vai ficar um mimo só.  Sabe aqueles chapeuzinhos que nós usávamos nas nossas festinhas lá na década de 80 ? é parecido com aquilo, só que forrado com tecido, colado com penduricalhos, enfim.. cheio de bossa.   Depois terá fotinhos também.

Garrafinhas vintage para suco - Comprei no Mercado Livre um lote de 30 garrafinhas.

Canudo de Chevron - Aqui é meio caro, comprei no aliexpress.

Latinhas de Nescau - Estou forrando com o tecido da festa.

Coisas de casa - Estou com olhar de garimpeira na minha própria casa, a cada dia redescubro alguma coisa que pode ser útil na decoração. Um par de sapatos da bebê, louças engraçadinhas, panos, roupinhas, latas que ganham vida, taças e xícaras diferentes, tudo isso vai ganhar um toque de jardim e comporá a decoração da mesa principal.

Mimos e delícias que comprei na net e que já chegaram : colherinhas personalizadas para mousse (elo7) / esquilinhos empalhados (aliexpress) / mini bicicletinhas aramadas (mercado livre) / porta guardanapo (alguns eu fiz outros comprei na Big Festas) / baldinhos azuis e rosas para colocar docinhos (Big Festas) / Papel de scrapbooking em floral de rosa e azul (a scraperia) / toalhinhas doilies para usar nos convites e em toppers (comprei na China, mas agora tem em casas de festa)
Nome da Cecília recortado no MDF em letra cursiva (elo 7).

Ahhhh, está muito gostoso mesmo ficar divagando sobre a festa, hehehe.     No dia vai passar muito rápido, portanto o melhor da festa ainda é esperar por ela... e prepara-la !

Daqui uns dias tem mais ! ;-)

E aqui, deixo inspirações para que você possa, assim como eu, sonhar um pouquinho !!
 






A primeira conquista escolar

Gente eu estou emocionada hoje, uma sensação de satisfação e saudades misturada .. O meu príncipe, aquele bebezinho de ontem, que parece ainda um bebezão aos meus olhos, acaba de concluir a educação infantil rumo ao ensino fundamental !  Acabou aquela coisa de ir pra escola para brincar e muito embora as brincadeiras ainda vão figurar a formação dele, a coisa á partir do ano que vem "será séria"  .. Com muito orgulho anuncio, O MATEUS VAI PRO PRIMEIRO ANO !! 

Este mês de dezembro que por si só é nostálgico, emocionante e reflexivo, está me fazendo desta vez ter mais um sentimento, o de saudades misturado a um orgulho enorme. O Mateus deixa agora de ser bebezão para ser um gurizão hehehe, ano que vem ele será efetivamente alfabetizado, terá provinha na escola, vai ter lição todos os dias e coisas para estudar.

Com isso tudo, tenho reflexões a dividir com vocês :

O TEMPO PASSA DEPRESSA DEMAIS e passa mesmo ! Lembro-me com frescor da minha tão saudosa  mãe falando isso a medida que eu crescia; Lmbro-me quando passei no vestibular que ela com a voz embargada por um choro que logo a seguir escapou de algeria, me abraçou e disse ..
"_ É menina, vc vai bater asas agora !!  O tempo passou rápido demais"

A MAIOR EMOÇÃO DOS PAIS É VER O CRESIMENTO E A ALEGRIA DE UM FILHO  e  eu nunca imaginei que entenderia isso com no mais amplo sentido como entendo agora.  cada palavra nova aprendida, cada sacada engraçada de seu amadurecimento, cada demonstração de independência me fazem tão, mas tão feliz !!  Eu vejo nele os meus hábitos, certas vezes é engraçado porque saem dele até as nossas falas, então por mais que eu saiba que existe ali uma personalidade, com gostos e opiniões próprias, eu sempre vejo traços do legado que estou lhe deixando e quando isso é demonstrado em forma de crescimento, de desenvolvimento ... aff !!  quase explode o meu coração.

CADA VEZ MAIS EU QUERO APROVEITAR O HOJE porque daqui a pouquinho (e vai ser muito rápido mesmo, eu sei ..) eles estarão adolescentes, cheio de amigos convidando para ir pra praia no final de semana, vão namorar e aí esta fase deliciosa do hoje terá passado. É muito louca a sensação prévia de ninho vazio que algumas mães, inclusive eu temos;  Talvez por sermos esta geração de mães worckaholic , estamos sempre com a sensação de que estamos perdendo o melhor da festa para depois sentir saudades dela..  Por outro lado, mesmo sabendo que terei saudades, também sei que serei puro orgulho por vê-los grandes e donos do seu nariz.. Mas o que fica é isso, temos que aproveitar o hoje porque o HOJE é o meu maior presente.

Acidentes domésticos

Eu sou super pilhada com acidentes domésticos, minha casa tem telas nas escadas, portõezinhos, telas nas janelas e procuro (embora eu não consiga 100%) me antever a tudo o que pode causar um acidente.  Sempre fui muito interessada pelo tema, até mesmo para saber o que fazer para que nossa casa seja um ambiente seguro.  À medida que o Mateus foi crescendo eu fui me despreocupando de alguns dos riscos, pois ele não baterá mais a cabeça ou os olhos nas quinas das mobílias, também não vai mais levar um pisão por estar engantinhando entre as pernas das pessoas, além do que, eu procuro conversar e orienta-lo muito, o que embora não seja uma garantia, ajuda bastante.

Só que desde que a Cecília nasceu eu comecei a repensar no tema, terei que colocar proteção de tomadas novamente, salva-dedos nas portas.. enfim, uma série de cuidados que eu tive com ele e agora terei que ter com a nossa caçulinha.   Foi quando eu me deparei com o triste relato da mamãe da Valentina que engoliu uma presilha e veio à óbito.. Gente do céu, quanta tristeza !!  Que dó daquela criança e principalmente que dó da sua apaixonada mãe, que assim como eu,  certamente não via risco no "inofensivo acessório", até que na prática, aquela família aprendeu que ali também morava um grande perigo !!  Lamento muito pela dor daquelas pessoas e confesso que fiquei extremamente abalada com o caso, o que me levou a fazer este post.

A exemplo do caso da Valentina, concluímos que nossas crianças nunca estarão 100% seguras, pois quando pensamos que já nos precavemos em tudo, aparece uma destas para nos lembrar que eles são "bem ligeiros" e todo, mas todo o cuidado ainda é pouco.

Pensando nisso, resolvi listar aqui precauções importantes a serem tomadas, bem como, acidentes domésticos que mais acontecem, com base em tudo o que já  li e também o que já vivi como mãe de um menino de 5 anos.  Também vale comentar que, segundo estatísticas (http://www.brasil.gov.br/saude/2013/09/acidentes-domesticos-ainda-sao-principal-causa-de-morte-de-criancas-ate-9-anos) acidentes domésticos ainda são a principal causa mortis de crianças até 09 anos.

A que precisamos estar atentos ?

OBJETOS NAS ALTURAS - Quando uma criança decide querer pegar alguma coisa, não adianta tentar contornar, ela fará de tudo até conseguir !  Um dos grandes perigos é tirar um determinado objeto da mão de uma criança e colocar sobre uma estante, prateleira alta, de forma que ela não alcance mas veja onde você colocou.. Na primeira, mas na primeiríssima oportunidade ela tentará escalar o móvel até conseguir pegar o objeto e aí entra o que eu já li, sobre crianças que caíram de alturas e o pior, crianças que tiveram várias partes do corpo quebradas por uma estante que tombou em cima dela.  Então a regra é, nunca suspenda nada na frente da criança, por favor !

PILHAS - Quem imaginaria que um controle remoto, uma lanterna ou uma chave de carro por exemplo,  poderia ser um risco à vida da criança ? Estes objetos tem a tampinha de abertura da  bateria super fácil de abrir e por conta disso, é comum crianças engolirem baterias, pilhas palito por terem conseguido abrir o compartimento e um segundo de "deslize" dos pais.  As baterias podem inclusive causar queimaduras e levar á óbito.

CHAPINHA DE CABELO - Que as meninas admiram suas mães e tentam imitá-las não é segredo para ninguém, agora isso se torna um problema real quando a criança vê a mamãe fazendo prancha e a seguir vai ávida pegar o objeto com o intuito de fazer em seus cabelos também.. Pronto, assim ela "ganha fácil" uma bela queimadura de 2º e ás vezes até 3º grau nas mãos.

AREA DE SERVIÇO - Pode parecer básico mencionar que a lavanderia é perigosa, mas nunca é demais, pois lá existem inúmeros riscos a integridade física da criança que vão desde a ingestão de produtos de limpeza, passando por estrangulamento com fio de varal, sufocamento com sacos e sacolas plásticas, queimaduras com ferros de passar e até afogamentos em água parada em baldes.. A palavra de ordem aqui é, RESTRIÇÃO do acesso deles a este ambiente.

PANELAS NA BEIRADA DO FOGÃO - Este é outro aparentemente básico, mas que acontece direto.  A panela é colocada na beirada e a criança ou toca na mesma e queima a mão, ou nos casos mais graves puxa o cabo e acaba queimando várias partes do corpo, portanto, criança não tem que estar na cozinha, mas se não tiver outra escolha, cuide sempre para colocar panelas nas bocas do fundo do fogão.

FACAS E OBJETOS PERFURANTES - Ainda falando de cozinha. As facas e demais objetos tão perigosos quanto, devem ficar fora do alcance das crianças, porque se mantidas em gavetas mais cedo ou mais tarde aquele objeto "fará xixi no dedo" de alguém.

QUEDAS DE TROCADORES E CAMAS - Este é um dos mais comuns acidentes domésticos, pois a criança só chega a cair porque o adulto que a colocou sobre o móvel não acreditou que ela seria capaz de se virar a ponto de cair de lá.  Ledo engano !  Eles são muito espertos e rápidos e um segundo pode ser o suficiente para que a criança caia de cima do objeto.  E este cuidado tem de acontecer desde o início, pois tem crianças com 2, 3 meses (os meus faziam isso) que bate tanto as perninhas que o corpinho chega a se mover e aí quando você menos espera, vem a queda.

BRINCOS - A minha filha ganhou vários brinquinhos lindos e a mamãe aqui, toda babona cada dia colocava um par diferente ..  O anjo da guarda dela estava tentando me avisar do risco, quando eu vi que o brinco dela não parava nas orelhas de tanto que ela mexia neles, mas ainda assim eu não tinha me ligado.. Até que veio o caso da Valentina e eu me atinei que, acessórios em geral são um perigo às menininhas.  Agora a minha Cecília só usa brincos para sair e ainda porque sei que estará o tempo todo no meu colo e eu a impedirei de ficar mexendo, do contrário, ela não usará mais brincos corriqueiramente até que tenha entendimento do perigo. O mesmo vale para blusas com perolinhas, botõezinhos interessantes e qualquer coisa miúda que ela possa querer levar a boca.

REMÉDIOS - Aqui mais um exemplo de experiência própria. O Mateus adooora  Decongex  e Fluimicil, pois são dois remédios bem doces.  O fato é que, certa vez eu o peguei se espichando para alcançar um vidro de Fluimicil que estava sobre a bancada da cozinha. Que medo, seguido de alívio por tê-lo visto ainda antes dele conseguir o seu objetivo.  Então remédios, bem, mas  beeem fora do alcance dos braços e dos olhos das crianças.

O INMETRO tem em seu site um sistema de monitoramento do que eles chamam de "Acidentes de Consumo" que vem a ser o monitoramento que eles fazem sobre os danos que determinado produto pode causar.  É bastante interessante porque as pessoas entram lá e relatam seus acidentes domésticos e com isso eles buscam criar mecanismos para que aquele produto não ofereça mais aquele risco, ou, que seja no mínimo minimizado.  O Mateus certa vez na casa do padrinho bateu de relance as palmas das mãozinhas na porta do forno que estava ligado, e isso lhe causou uma feia queimadura de 3º grau em pleno dia de natal.  O nosso forno lá em casa tem vidro duplo e portanto ele fica morno, mas nunca pelando de queimar.. Foi quando eu entrei no site do Inmetro e relatei o ocorrido pedindo que virasse regra aos fabricantes de forno, o vidro duplo.  Enfim, para quem quiser mais informações a respeito, acesse : http://www.inmetro.gov.br/consumidor/acidente_consumo.asp

Posts Recentes

Últimos Comentários

Não perco por Nada!

CAIXINHA DA MAMÃE - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2013
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL