Papai Noel, crer ou não crer ?

Gente, se tem uma coisa que eu curto demaaaisss no Mateus, é a sua inocência fantasiosa.  É o máximo ver a interação dele com desenhos animados como se fossem personagens reais; Delicioso foi na Disney quando ele viu um Mickey ao longe e gritou "_ Mamããããe, olha lá ! é o Mickey de verdade" rsrsrs.. eu acho esta fase linda e infelizmente muito curta, por isso deve ser aproveitada ao máximo.

Agora com a proximidade do Natal, os shoppings com seus bons velhinhos à espera das crianças para ouvir suas listas de presentes e tudo o que de lindo e mágico o período contém, começam aqueles papos de pais entre amigos e tambpem com profissionais sobre incentivar ou não a criança a acreditar nestas coisas.

Uma vez uma amiga que é psicóloga me disse que nao é saudável para a criança, pois cada família tem uma maneira de conduzir a presença de personagens no cotidiano infantil e que muitas vezes isso tem uma conotação deturpada ou exagerada à dose de realidade que a criança precisa ter..   Os evangélicos por sua vez desaprovam o "bom velhinho" porque ele estaria tirando o foco o verdadeiro sentido do natal que é Jesus ..   Os que defendem o não-consumismo apontam o papai noel como uma das maiores tacadas de marketing do comercio, pois onde tem um papai noel tem presente e onde tem presente, tem compras..

Enfim, eu não discordo 100% de nenhum dos pontos de vista, mas também não mudo minha opinião de que permitir a criança a acreditar em personagens pode não ser tão complicado como se referem, desde que os pais saibam  conduzir.

Em tudo o que é possível e sempre quando necessário, o Mateus é trazido à realidade.  Certa vez ele assistindo ao Jornal Nacional a reportagem falava sobre maus tratos contra idosos e eu notei que aquilo foi forte para ele, chamei-o e calmamente expliquei que existem maldades no mundo e que infelizmente aquilo era uma realidade de muitas pessoas, que ele deveria contribuir com o seu melhor sempre e à todos os velhinhos de seu convívio, foi bem legal pois ele demonstrou pesar pelas pessoas e disse que iria cuidar da bisa rsrs, ou seja, ele entendeu.  
Na linha religiosa da coisa, lá em casa Jesus é presença diária em nossas vidas e o Mateus  participa ativamente de tudo isso, portanto, sempre lhe explicamos que o natal é nascimento de Jesus e que o papai noel não é o aniversariante da data, mas sim, um velhinho que vem do polo norte, ou seja, uma mistura acredito eu saudável, de realidade com fantasia.    E quanto ao comercio, mostrar-lhe que consumismo não é positivo e explicar sobre as diferenças sociais  é papo frequente em nossa casa.. O Mateus já foi conosco varias vezes levar donativos em instituições, sempre o incentivamos a separar brinquedos para doar às crianças que nada tem e agora ele está nos ajudando a montar umas cestinhas de natal para doar às pessoas carentes..

Por estas e outras, eu pretendo sim continuar incentivando o meu filho a ser criança !  De uma maneira saudável e com responsabilidade. Desta forma, ele poderá viver em plenitude a fase mais linda da vida que é a infância e nós Joel e eu, ainda teremos o prazer de desfrutar da linda inocência dele.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe-me saber o que você achou deste post. Comente !

Posts Recentes

Últimos Comentários

Não perco por Nada!

CAIXINHA DA MAMÃE - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2013
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL